A pergunta que não quer calar: "O que eu devo fazer?"

Engana-se quem pensa que apenas os novos funcionários têm essa dúvida. Crescimento acelerado da empresa, acúmulos de tarefas, preenchimento de ‘buracos’ setoriais, falta de padronização de processos e organograma adequado, entre outros, são fatores que contribuem para a origem dessa pergunta que assombra muitos colaboradores.

Imagine você em sua rotina diária de trabalho. O quão desgastante para você seria não saber se determinada tarefa é sua ou de outra pessoa ou setor?

Ter que lidar com o fato de que seu chefe também não sabe e a única certeza é de que a tarefa precisa ser feita?

Sentimentos de indignação falta de organização e respeito por parte da organização podem facilmente vir à mente de um funcionário que passa por uma situação como esta.

Agora, como resolver essa situação?

Já diria um velho ditado que a gente deve começar pelo começo. Com Endomarketing não é diferente. Questões teoricamente mais simples, como definição de tarefas, atualização de organograma, disponibilização de lista de benefícios, planejamento de férias e pagamento de horas extras muitas vezes são deixadas de lado em planejamentos de Marketing Interno. Mas, frequentemente, são essas pequenas questões que os colaboradores levam pra casa e comentam com seus próximos.

Iniciar um bom trabalho de Endomarketing permeia atender as expectativas básicas de um funcionário – de estrutura, informação, integração. Você pode criar campanhas complexas, que envolvam diversos fatores e objetivos, também pode dar ótimos resultados e melhorar o clima organizacional e a visão do colaborador sobre a empresa.

Mas, existe uma velha máxima que deve ser considerada: menos, muitas vezes, pode ser mais.

Gostou do post? Deixe seu comentário abaixo e compartilhe suas ideias com a TNTrade Comunicação :)

#colaborador #comunicaçãointerna #marketinginterno #endomarketing #definiçãodetarefas #gestãodecolaboradores

Posts Em Destaque
Posts Recentes